Glúten ausente em sua dieta por opção!




A palavra glúten tem origem no latim e significa cola.


Glúten é uma proteína composta derivada de alguns cereais como por exemplo: O trigo, aveia, cevada e o centeio.

No trigo, o glúten se divide principalmente em glutenina e gliadina, e essa reação química acontece no momento em que a farinha de trigo é misturada com a água

Enquanto a gliadina é a parte solúvel do trigo, a glutemina é a insolúvel.


A gliadina é a substância principal que provoca a doença celíaca e é encontrada com nomes nos seguintes alimentos

Na cevada é a hordeina.

Na aveia é a avenina.

No centeio é a secalina.


Glúten é uma proteína que provoca muitas reações prejudiciais ao bom funcionamento do organismo das pessoas celíacas.

Substituir o glúten por opção

Muitos estão substituindo essa proteína na sua alimentação com o intuito de emagrecer, mesmo sem ter sérias restrições com o glúten.

Segundo pesquisas da NDP (Núcleo de Documentação e Pesquisa), uma boa parte da população dos Estados Unidos está deixando de incluir o glúten na sua alimentação.

No Reino Unido, 10 por cento dos lares tem alguém que acredita nos malefícios do glúten.

Há de se observar, também, que nos últimos anos vem ocorrendo um grande aumento da população  com sensibilidade ao glúten, principalmente com relação a problemas na permeabilidade intestinal, conforme artigo publicado na bmcmedicine.biomedcentral.

A indústria de alimentos já se atentou para isso, e a oferta de produtos sem glúten ou com traços dessa proteína vem aumentando a cada dia, como pode se ver nas prateleiras dos supermercados.



Fontes:
bbc.com
riosengluten.com


Os profissionais da área da saúde são os indicados para avaliar a sua dieta.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alzheimer: Alimentação Saudável e Ácido Fólico

Melancia e Suas Propriedades

Nutrientes e Suas Funções